logo

Select Sidearea

Populate the sidearea with useful widgets. It’s simple to add images, categories, latest post, social media icon links, tag clouds, and more.
hello@youremail.com
+1234567890
Rua Francisco Sá 88

Copacabana – Rio de Janeiro

(21) 3597-4108

(21) 99186-6140

A importância exames laboratoriais

Exames complementares são de extrema importância em medicina veterinária e tem por finalidade o auxilio diagnóstico. São utilizados como método rastreio em animais clinicamente saudáveis, método diagnóstico de patologias subclínicas em animais geriátricos, identificação de possíveis condições patológicas as quais podem colocar os animais em risco em procedimentos anestésicos e/ou cirúrgicos além de ser ferramenta imprescindível no auxilio e acompanhamento de protocolos terapêuticos diversos. Animais submetidos a protocolo quimioterápico, por exemplo, necessitam de realização de hemograma, visto que, a contagem de plaquetas e leucócitos são fatores limitantes para prosseguir o tratamento. Esses exames aliados à análise de função hepática e renal, órgãos normalmente envolvidos com o metabolismo e excreção de fármacos, são fundamentais para acompanhamento e controle de protocolos antineoplásicos. (ANDRADE, 2002; PÖPPL, GONZÁLEZ, 2005; JERICÓ et al., 2015; NELSON, COUTO, 2015).

O hemograma tem grande importância em casos de identificação de hemoparasitoses e leucemias em que animais apresentam sinais clínicos inespecíficos. Sendo este inclusive critério para a realização de procedimentos que vão desde transfusões sanguíneas até cirurgias. Detalhes como morfologia de eritrócitos podem fornecer auxilio no diagnóstico de possíveis causas de anemia ou outras disfunções metabólicas, por exemplo (THRALL et al., 2015; PRADO et al., 2016).

A composição bioquímica do plasma sanguíneo é reflexo de condições metabólicas dos tecidos, situação nutricional e fisiológica dos seres vivos, por esses motivos sua análise torna-se essencial para o diagnostico mais preciso de possíveis patologias. No caso de diabetes, por exemplo, em que o animal pode não apresentar sinais como polidipsia, poliúria e polifagia , tríade relacionada a tal enfermidade, são necessários exames hematológicos e urinários os quais podem apresentar resultados como glicemia elevada e glicosuria , direcionando o clínico ao diagnóstico (PÖPPL, GONZÁLEZ, 2005; HARVEY, 2011,).

Outro exemplo que pode ser citado em medicina veterinária de pequenos animais e que necessita do auxilio de exames laboratoriais são as afecções do trato urinário, realizar urinálise é de extrema importância nesses casos . Através da urinálise podem ser observadas diversos achados os quais sugerem tanto o segmento do trato acometido quanto o possível causador de tal afecção. A realização do Exame químico, físico, cultura e antibiograma da urina são recursos indispensáveis e fornecem informações valiosas as quais direcionam à terapêutica ideal e consequentemente levando a um prognostico mais favorável (LULICH et al., 2008; CHEW et al., 2011).

Devido à expansão do conhecimento, aumento da expectativa de vida e de sobrevida de pacientes com doenças crônicas faz se necessário o uso de recursos disponíveis, sendo eles hemograma, bioquímica, urinálise, cultura e antibiograma, exames coproparasitológicos e exames citológicos, os quais são indispensáveis para o serviço de saúde. A Medicina Veterinária, assim como a medicina humana, busca por oferecer serviços de qualidade, recorrendo ao auxilio laboratorial para que seja realizado serviço de excelência, pensando sempre na saúde de seus pacientes e tutores e melhorando a qualidade de vida de ambos (VIEIRA et al., 2011). 

Douglas Porto Pereira Gomes
CRMV/RJ 14157